Verso 200: Sombra da paixão real

Sem sombras de dúvida, a viagem eterna pelo paraíso na terra

Em etéra estrela começa, sucedendo no caminho

A um ponto de ebulição

Caminhamos eternamente, em rebuliço por estas vias

Melodias, sons, cores... Sonhos, desejos e beijos

Passadeira vermelha, cortinas descobertas

Os lençois caiem no chão, o vento ecoa nas paredes

Saudade. O prazer de um beijo molhado, repleto de paixão

Nunca sem esquecer, o toque salgado

Que aquece o nosso coração

 

Sem sentido, esquerda-direita

Cima-baixo, juntos vamos

Fervem corpos, sopram almas

Eternamente, carmim ardente

Ósculos desalinhados, escuros como breu

Mais um dia passa neste cantinho teu e meu

 

Desatino pelas vielas, assombradas e efémeras

Fecho os olhos, sinto a tua pele

Cores trespassam-me a mente: vermelho, preto...

Excitação, desejo. Amor, paixão.

Anseio um toque teu... arrependo-me... Não!

Porque o mais forte som do mundo, é o bater do coração...

publicado por FV às 17:32